quarta-feira, outubro 29, 2008

...perdão...




Pedir perdão não adiante né meu bem?
Ficaste tão ferida com minhas atitudes,
Flechas agudas transpassaram a quem
Me fez já tão belo outrora e agora ferido…

Corações rasgados não são tão belos.
Me explodem sentimentos já velhos
De contas que sangram sem motivo
E sem me dar o poder eletivo.

Alma minha, bem meu maior!
Por favor fica melhor para poder sorrir.
Quem sabe, e um dia, bem melhor
Poder andar sem poder cair…


A culpa é minha, só minha. Eu mesmo escolhi meus demonios.

4 comentários:

Luiza disse...

Não sei qual a culpa, mas sei te dizer que é muito lindo o que vc escreve, pelo menos eu que gosto de poesia, adoro ler.
Gosto qdo a pessoa se expressa nos poemas, é uma maneira muito pura de dizer o que sente...bjs com carinho

pi disse...

vlw Lu!

Vlw poe estar sempre perto. É, sinto sua mão sim. Vlw!

=]

Renato disse...

Culpa, sentimento maldito colocado dentro de nossos corações para desruir tdo o que mais belo poderia ter existido ali.
Um belo desabafo, entendo perfeitamente como vc se sente e espero de coração que essa dor possa passar, pq demonios são criados, mas tbm podem ser destruidos.

Um grande abço

ρι disse...

Vlw renato!
Tamo junto cara!!